FORMAÇÃO
— Raphael Mandra: eletrônicos, sons, efeitos.

LINKS
Facebook
Bandcamp

KOVTUN EM UMA MÚSICA

KOVTUN EM CINCO MÚSICAS

DISCOGRAFIA
Infernal (álbum, 2017)
Konets (álbum, 2016)
O Homem e a Morte (álbum, 2016)
Androginóforo (álbum, 2015)
En vivo en Montevideo (EP ao vivo, 2015)
Sleepwalking Land (álbum, 2014)
The Complete Soundtrack of Suicide (álbum, 2013)
Dark Sun Black Rainbow (EP, 2012)

ARTIST PLAYLIST
Influências favoritas e guilty pleasures

CONTATOS PARA SHOWS E IMPRENSA
— Elson Barbosa: (11) 9-9211-4594
— Lucas Lippaus: (11) 9-5132-0916
— sinewave@sinewave.com.br

PRESS KIT
Foto em Alta

KOVTUN EM TRÊS ATOS

— Raphael Mandra começou com o Kovtun numa tentativa de expressar sua música sem letras, o primeiro álbum tenta elucidar de forma poética o suicídio e suas formas de execução;

Androginóforo de 2015 tem participação de algumas das bandas/artistas mais tortos do cenário nacional em todas as suas 14 músicas;

O Homem e a Morte de 2016 é um álbum todo tramado em torno de poesia, recitadas por um velho amigo de Mandra, este álbum teve repercussão lá fora depois que o youtuber musical Anthony Fantano comentou sobre o disco.

RELEASE

Kovtun é o alter ego do paulista Raphael Mandra, nomeado em “homenagem” a um antigo vizinho que lhe contava histórias macabras em sua infância (Sr. Braz Kovtun, um imigrante russo). Após colocar em hiato indefinido seu outro grupo – Rádio Morto – Mandra buscou criar algo mais sofisticado que os discos recheados de experimentalismo lo-fi que fizera até então.

Distante da mistura bizarra, irregularidade climática – por vezes indigesta – de estilos do Rádio Morto, Kovtun apresenta uma atmosfera mais linear, deixando as músicas fluir naturalmente. O forte de Mandra neste projeto é a música ambiente obscura, criadas a partir de alguns softwares, teclado, violão, guitarra e colagens sonoras.

As referências mais claras: o pioneiro da música ambiente Brian Eno e a dupla de drone metal Sunn O))), mas é possível notar nuances de Burzum, Have a Nice Life, Throbbing Gristle, Nine Inch Nails/Trent Reznor, Swans, Boards of Canada e até mesmo do noneto canadense Godspeed You! Black Emperor (especialmente pelos arranjos de cordas, no caso produzido digitalmente/artificialmente) e das trilhas de Angelo Badalamenti.

BIOGRAFIA

Raphael Mandra começou a fazer música intuitivamente com um projeto chamado Niilistas, inspirado em Throbbing Gristle (uma de suas bandas favoritas) em seguida formou o Rádio Morto que tentava assimilar em seu som várias influências como Joy Division, Neurosis, Swans, Sonic Youth e Burzum, o Rádio Morto encerrou suas atividades em 2014. Já teve vários outros projetos de diferentes estilos como o sludge/noisecore do Suínos, o metal de vanguarda Dosanjos, o post-rock do A Season in Heaven. Desde 2012 trabalha no projeto solo Kovtun.