KOVTUN – Androginóforo (2015)

KOVTUN
Androginóforo
Gênero: Noise, Dark Ambient
sw0138 – 2015 – Sinewave

Download (213 MB)

FAIXAS
01. Andróforo Ginóforo (feat. Gustavo Jobim)
02. Noctuidae Latus (feat. Cadu Tenório)
03. Rhoeo Coleus (feat. Cássio Figueiredo)
04. Diabrotica Agrotis (feat. Übermensch)
05. Balaenoptera Physalus (feat. Amnese)
06. Tricomas Avicenia (feat. Iactalea)
07. Conoderus Planatus [Asterion] (feat. Angustia)
08. Estaminódio Isostêmone (feat. Godpussy)
09. Sinântera Sicônio (feat. Nihilistgod)
10. Helianthus Hybridum (feat. Arsenic Milkshake)
11. Ócrea Dística (feat. Dosanjos)
12. Musídio Coleóptilo [h404] (feat. Genocídio Póstumo)
13. Metribuzin Ametryn (feat. Theoria)
14. Epitrix Phyrdenus (feat. Umbilichaos)

RELEASE

O conceito de “androginóforo” é o não conceito, se é que isso é possível. A ideia é você criar uma história em sua mente, através dos títulos, da arte da capa ou mesmo criar um nada, apenas desfrutar da variedade quase infinita de sons insanos, você pode ter em mente que ele é duplo se preferir, a partir da música oito ele transforma-se em um segundo disco. A nossa intenção é tirar você deste mundo, apenas isto.

Kovtun surgiu como um projeto experimental e basicamente instrumental. O nome foi inspirado em um vizinho de minha avó, Sr. Braz, descendente de russos que adorava contar histórias de assombração pra então criança que eu era nos anos 80. Em seu início a proposta era mais soturna e dentro de uma proposta específica, trazer a reflexão através do som. Lançar um álbum com a pretensão de entender o suicídio – The Complete Soundtrack of Suicide de 2013 – e suas várias facetas, com uma forte influência dark ambient, ao mesmo tempo em que limitava – pois uma interpretação torta poderia simplesmente classificá-lo como uma obra de apologia, quando a intenção era completamente o contrário disso, mas talvez o carimbo de projeto “satânico” prenderia a um rótulo absurdo – também libertava, pois fugia totalmente do que o Rádio Morto (meu antigo projeto) indicava – a reflexão muito mais pelas palavras do que pelo som. Com o segundo álbum Sleepwalking Land de 2014 a parte soturna foi “enfraquecendo” e consequentemente houve ao mesmo tempo mais adeptos e a perda de outros, cheguei a receber um e-mail criticando que tinha perdido minha inventividade negativa e caído numa vibe “doce e pueril”, é o risco que se corre. Dessa vez tentei esgotar minha criatividade em 14 músicas feitas no curso aproximadamente de oito meses, todas em parcerias e é aí que está todo o diferencial de Androginóforo. No início fiz muitas bases que não achava interessante para serem lançadas, achei que soaria mais do mesmo queria mudar este panorama. Tive a ideia de fazer um álbum em parceria, comecei do zero e a entrar em contato com os amigos músicos, conforme eles aceitavam, eu enviava uma base que achava que combinaria com aquele amigo e assim nasceram as 14 músicas, cada uma com uma “cara” diferente. Estou muito satisfeito com o resultado final de Androginóforo, um disco com diferentes gêneros, que vai da calmaria ao peso extremo.

Um disco que poderia ser duplo, mas como a princípio será lançado apenas no formato digital não vi necessidade e a ideia é que ouçam sem interrupções. As 14 canções ouvidas de uma vez só é o melhor a ser feito, daí surgiu à ideia de fazer um DVD extra, com um vídeo editado para cada música, ao final juntando todas temos um filme musical.

Mesmo que Androginóforo não tenha a visibilidade que merece, mesmo que poucos ouçam, o importante é que mais de 14 cabeças fizeram parte do processo dele e ele é histórico e fascinante pra todos nós, independente de qualquer coisa. O que importa no final do processo é que eu não gerei esta obra solo, tem uma base minha sim, uma ideia em cada música, mas a complexidade dada a cada uma é o que faz o diferencial do álbum e isso só foi possível por causa dos amigos.

Enfim, Androginóforo é um disco que vai entrar pra nossa história de vida, dos 14 e mais do Fernando (in memória). Ao ouvir o álbum no final sinto que todo trabalho investido valeu a pena, mesmo passando um momento bem complicado em minha vida pessoal durante a produção, valeu muito a pena!

Obrigado a todos os amigos que contribuíram!

Raphael Mandra

KOVTUN
— Raphael Mandra: todos os instrumentos

LINKS
— Bandcamp: kovtun.bandcamp.com/
— Facebook: facebook.com/brazkovtun

DISCOGRAFIA
O Homem e a Morte (2016)
Androginóforo (2015)
Sleepwalking Land (2014)

Next Post

Previous Post

© 2017 Sinewave

Theme by Anders Norén