Facebook Twitter YouTube E-mail RSS

GIANT GUTTER FROM OUTER SPACE – Set Adrift (2016)

Publicado em janeiro 12, 2016 em Albums
GIANT GUTTER FROM OUTER SPACE
Set Adrift
Gênero: Avant-Garde Metal
2016 – Sinewave

Download (39 MB)

Ouça “Set Adrift”:
[audio:http://sinewave.com.br/audio/giantgutterfromouterspace_setadrift.mp3]

Faixas

01. Set Adrift
02. Sprawl
03. Euphoria
04. In Spite Of All
05. Sehnsucht

Release

O Giant Gutter From Outer Space surgiu em meados de 2014 da afinidade de dois músicos independentes e amigos de longa data motivados à execução da música pesada, crua, experimental e, na medida do possível, livre. O resultado desta escatológica parceria se consuma com o recém lançado EP intitulado Set Adrift, composto de 5 músicas instrumentais executadas austeramente em duo (baixo e batera – Hernan Borges de Oliveira e Johnny R. Rosa, respectivamente). A arte deste primeiro trabalho foi desenvolvida pelo amigo (fotógrafo e designer gráfico) Cezinha Marin. A prensagem do EP foi reduzida a 300 cópias, numeradas a mão, e todas as músicas estão disponíveis no bandcamp da banda.

Mais informações em:
https://giantgutter.bandcamp.com
https://www.facebook.com/ggfos

Ficha Técnica
Gravado e masterizado por Maiko T. Araújo (Estúdio Avant Garde – Curitiba, Brasil).
Mixado por Maiko T. Araújo e Giant Gutter From Outer Space.
Composição e produção por Giant Gutter From Outer Space.
Textos, exceto música IV, por Johnny Roberto Rosa.
“There’s no lack of void” – Samuel Beckett.
Foto da capa por Johnny Roberto Rosa.
Design, artwork e foto do Giant Gutter From Outer Space por Cesinha Marin.

Set adrift

i
at the height of this endless slumber,
a bloodstained concealed mistake subdued by the
grotesque fractures the unconsciousness of deniel.
[set adrift]

ii
aimlessly and without hope,
the ensign of the future darkened
prospects until its utmost extensive outlook.
[sprawl]

iii
wheels of nightmares and vertigos,
frightening the perennial.
[euphoria]

iv
“there’s no lack of void”
[in spite of all]

v
tender in their roaring,
the voices absorbed don’t help to fill up
spaces of this everlasting nocturnal defilement.
[sehnsucht]

identity must be convulsive, or it will not be. max ernst

Hernan Borges de Oliveira – Baixo
Johnny R. Rosa – Bateria

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn