Facebook Twitter YouTube E-mail RSS

DUELECTRUM – She Doesn’t Feel The Sun (2014)

Published on August 19, 2014 in Albums
DUELECTRUM
She Doesn’t Feel The Sun
Genre: Shoegaze
2014 – Sinewave

Download (33 MB)

Listen “She Doesn’t Feel The Sun”:

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Tracks

01. She Doesn’t Feel The Sun
02. Trembling Blue Stars
03. Eisbär
04. She Doesn’t Feel The Sun (Alternate Version)

Release

Por Amanda Mont’Alvão

Podemos passar anos estudando a gramática de uma certa sonoridade, mas é a escolha das palavras que separa a inspiração e a autoria da cópia. Desde 1999, o vocabulário sonoro escolhido pela banda paulistana Duelectrum atesta o barulho e a melodia como pilares de identidade amarrados a um contexto de claustrofobia típico das grandes metrópoles. Agora, 15 anos depois, o sufoco e a falta de ar são desenhados nas quatro faixas do quarto EP do grupo, intitulado She Doesn’t Feel the Sun e lançado em agosto pelo selo paulistano Sinewave.

Filipe Albuquerque, idealizador da banda e à frente de voz e guitarra, compilou a maneira com que bandas como Smiths, Bailterspace, Joy Division, Swervedriver, Slowdive e Jesus & Mary Chain o afetaram e descascou o “estrago” que elas fizeram na faixa homônima “She Doesn’t Feel the Sun” e nas sequências “Trembling Blue Stars” e “She Doesn’t Feel the Sun (Alternate Version)”.

Há ainda um cover do Grauzone, “Eisbär”, cantada em alemão nativo pelo baixista Franklin Weise e relida/renascida com tintas shoegaze e post-punk.

Aos dois se juntam Elson Barbosa na bateria e Lucas Lippaus na guitarra, ambos emprestados da banda paulistana Herod. No papel de catalisadores do peso como moeda de troca sonora, Elson e Lippaus agregam quebra e aspereza ao Duelectrum.

Em conjunto, as quatro faixas levam um improvável e simultâneo combo de urgência e contemplação aos ouvidos, usando a bipolaridade como ponto de partida para o surpreendente. Em “Trembling Blue Stars”, sussurros da britânica Creation Records aparecem como bênção, mas esbarram em uma suposta passividade cantada por Filipe e ecoada pela bateria de Elson.

Já em “She Doesn’t Feel the Sun”, o Duelectrum instala uma parede preenchida por guitarras e que é derrubada, na surdina, pela melancolia que brota da faixa. O inominável da angústia ressurge ao fim do EP, em uma versão acústica e de palavras abafadas. Ao fundo, um véu de dissonâncias se acumula e estoura, roubando a cena e prestando uma homenagem à educação a distância na qual os irmãos Reid jamais se admitiram como professores.

Esse processo de “pedalização” exaustiva da canção faz com que o Duelectrum se junte a um movimento nacional de distorção daquilo que é notadamente conhecido como música feita no Brasil, apostando em uma comunicação feita por pedais e outras adjacências essenciais à música que vislumbra o etéreo e a transcendência. Se a tarde costumeiramente cai feito viaduto por aqui, o Duelectrum inscreve a noite como pavimento para outras linguagens reconhecidamente brasileiras, esculpidas sobre boas importações.

Entre fissuras e colapsos de referências, o mais novo EP do Duelectrum constrói um diálogo com o passado dos anos 80 e 90 sem as premissas perigosas da releitura e da imitação. Confirma, por sua vez, a condição atemporal do barulho, do ruído e da melodia amplificada como vocábulos musicais sensivelmente conectados àquilo que não sabemos explicar, mas sim, tão somente sentir.

Ficha Técnica:

She Doesn’t Feel the Sun (EP)
Agosto de 2014 / Sinewave
Gravado de setembro a dezembro de 2013, no Estúdio Subway (São Paulo)
Produzido por Anderson Lima e Bruno Pinho (Estúdio Subway) e por Duelectrum
Masterizado por Hugo Falcão

About the Artist

– Filipe Albuquerque (voice, guitars)
– Franklin Weise (voice, bass)
– Lucas Lippaus (guitars)
– Elson Barbosa (drums)

O Duelectrum foi formado em maio de 1999 por Filipe Albuquerque, jornalista de São Paulo que atualmente mora em Curitiba. A ele se juntou o baixista Franklin Weise e, em 2012, a banda ganhou o reforço de Lucas Lippaus na guitarra e de Elson Barbosa na bateria. O grupo tem um total de três EPs lançados: Duelectr1 (2001), Electrolândia (2008) e Tempestadestelar (2009), e um single, Chocolate Love (2011).

– Facebook: facebook.com/duelectrum
– Bandcamp: duelectrum1.bandcamp.com
– Tumblr: duelectrum.tumblr.com/

 
Tags:
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn

CADU TENÓRIO – Vozes (2014)

Published on August 4, 2014 in Albums
CADU TENÓRIO
Vozes
Genre: Experimental, Dark Ambient
2014 – Sinewave

Download (100 MB)

Listen “Fragmentos”:

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Tracks

01. Fragmentos
02. Procissão
03. Lamento
04. Bebê

Release

Cadu Tenório é um artista ligado à cena eletrônica e experimental carioca. Seu trabalho é construído a partir de field recordings, tape loops, instrumentos processados e timbres extraídos de objetos cotidianos.

Tem seu nome associado como compositor e músico a projetos como Sobre a Máquina, VICTIM! e Ceticências.

Vozes é o terceiro trabalho do artista lançado sem nenhum alter ego. O disco consiste numa espécie de ode ao virtual e ao lado obscuro da cultura pop inspirado, entre outras coisas, por reflexões acerca do gênero vaporwave.

Gravado, produzido e composto por Cadu Tenório

Masterização: Emygdio
Arte: Lucas Pires
Foto de divulgação: Tay Nascimento

About the Artist

– Facebook: facebook.com/victimnoise
– Bandcamp: victimnoise.bandcamp.com
– Soundcloud: soundcloud.com/victimnoise

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn

TESTEMOLDE – Testemolde (2014)

Published on July 22, 2014 in Albums
TESTEMOLDE
Testemolde
Gênero: Instrumental Grunge
2014 – Sinewave

Download (70 MB)

Listen “999″:

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Tracks

01. At The Refused Drive
02. 999
03. Sofrível
04. Sem Som
05. Glândula
06. Sonho Ríspido
07. Decimal
08. TK1
09. Todos os Dias, Nós
10. Wrong Dave
11. Badalada

Release

O epicentro é São Paulo. A cor é cinza. A base é rock. Assim como o concreto que envolve a cidade.

Desde 2008 construindo ruídos de alta tensão e trilhas sonoras sobre o cotidiano paulista, o Testemolde sai da clandestinidade em pleno ano de 2012 para mostrar ao mundo a que veio, com o seu trabalho musical totalmente instrumental.

Após dar as caras na rua, e fazer notórias apresentações – como no programa da web Trama Virtual, e intervenções durante a Bienal da Arte, na praça Vitor Civita – a banda lança o aguardado primeiro álbum, de nome homônimo, em 2014.

Testemolde, o disco, traz canções abstratas, porém coesas, que foram criadas através da imaginação e vivência na cidade grande de Azeite De Leos (guitarra), David Menezes (baixo) e Guilherme Garcia (bateria).

Fixos no grupo desde o início, as três cabeças e seis braços dos integrantes emitem um som áspero e de caráter urbano, seguindo a linha sonora de bandas norte-americanas como Unsane, Helmet e Melvins. Com pitadas de realidade paulistana inserida.

Complementando o teor artístico do trabalho, todos os integrantes são envolvidos com a arte, seja em atividades de produção musical, artes plásticas e design gráfico.

Agora o Testemolde tem como meta levar sua música experimental urbana às ruas e palcos das cidades, fazendo a trilha sonora ao mundo que os estimula. Só assim o objetivo será concluído.

Ouça, se puder.

TESTEMOLDE – “999″ from Fuerza Films on Vimeo.

About the Artist

– Azeite De Leos – Guitars
– David Menezes – Bass
– Guilherme Garcia – Drums

https://testemoldeband.bandcamp.com/
https://soundcloud.com/testemolde
https://www.facebook.com/TesteMolde

 
Tags:
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn