FORMAÇÃO
— Paulo Barnabé: voz, percussão, bateria
— Fabio Gouvea: guitarras
— Felipe Brisola: baixo
— Elvis Toledo: bateria

LINKS
Facebook

PATIFE BAND EM UMA MÚSICA

DISCOGRAFIA
Ao vivo em Londrina (2003)
Corredor Polonês (álbum, 1987)
Patife Band (EP, 1985)

VIDEOGRAFIA
— “Big Stomach” (2008)

CONTATOS PARA SHOWS E IMPRENSA
— Elson Barbosa: (11) 9-9211-4594
— Lucas Lippaus: (11) 9-5132-0916
— sinewave@sinewave.com.br

PRESS KIT
Fotos em alta
— Rider (em breve)
— Mapa de Palco (em breve)

PATIFE BAND EM TRÊS ATOS

Corredor Polonês (1987), seu grande clássico e único álbum cheio, completa 30 anos em 2017;

— Egresso do movimento Vanguarda Paulistana do início dos anos 80, Paulo Barnabé participou da gravação de discos clássicos como Clara Crocodilo e Tubarões Voadores de Arrigo Barnabé e Beleléu, Leléu, Eu de Itamar Assumpção;

— Formado em música com estágio na Musikhoschule de Köln, Alemanha, e juntando pós-punk com dodecafonismo e polirritmia, Barnabé fez da Patife Band uma espécie de math-rock antes mesmo do termo ser inventado.

RELEASE – A Patife de Paulo Barnabé

Paulo Barnabé resolveu partir para seu trabalho solo em 1984, após uma temporada do lançamento do disco Tubarões Voadores de Arrigo Barnabé, seu irmão.

Não passou muito tempo e já estava com a primeira formação de sua Patife Band – intitulada na época de Paulo Patife Band – em plena década de 80, época em que começava a despontar a nova safra do rock nacional.

Por pura coincidência, Paulo sempre foi atemporal. Seus discos e suas composições poderiam ser lançados em qualquer década, tanto que em 80 teve dificuldades em aparecer na mídia radiofônica e televisiva enquanto as bandas de rock da época estouravam nas rádios de algumas capitais, o que não impediu que se formasse um público que foi se tornando cada vez maior a partir do lançamento de seu disco solo, Patife Band em 1985. Após várias mudanças na formação da banda e algumas gravações em disco – Patife Band lançado independente e Corredor Polonês pela WEA -, a banda chamou a atenção da crítica nacional, refletindo no exterior onde faixas do Corredor eram executadas em college radios em Los Angeles.

A atual safra de composições de Paulo Barnabé continua desafiadora e transgressora, além do seu tempo, fora da onda. Enquanto a banda segue na ativa fazendo shows em SESCs e festivais tocando clássicos do Corredor Polonês e diversas faixas inéditas, um novo single está sendo preparado para lançamento em breve.

CLIPPINGS


Revista BIZZ #023, jun/1987



Jornal Cruzeiro do Sul, Sorocaba, 30/set/2016



Jornal Correio Popular, Campinas, 15/jul/2017


Patife Band 2017: Foto por Rodrigo Fonseca