FORMAÇÃO
— Cássio Sales: bateria
— Rafael Gadelha: baixo
— Thiago Menezes: guitarras

LINKS
Facebook
Bandcamp
YouTube
SoundCloud
Instagram

COSMO GRÃO EM UMA MÚSICA

COSMO GRÃO EM CINCO MÚSICAS

DISCOGRAFIA
Cosmograma (álbum, 2016)
Cosmo grão (EP, 2015)
Alexandre Mapa (single, 2015)
Chorume (single, 2015)

VIDEOGRAFIA
— “Cine Olido” (2016)
— “Câmbio Sonoro” (2015)
— “Edifício Texas” (2015)

CONTATOS PARA SHOWS E IMPRENSA
— Elson Barbosa: (11) 9-9211-4594
— Lucas Lippaus: (11) 9-5132-0916
— sinewave@sinewave.com.br

PRESS KIT
Foto em Alta

COSMO GRÃO EM TRÊS ATOS

–;

–;

–.

RELEASE

Cosmo grão é uma banda de noise-rock instrumental de Recife (PE), formada por Chico Rocha e Thiago Menezes nas guitarras, Rafael Gadelha no baixo e Cássio Sales na bateria. Reunindo influencias que perpassam o rock psicodélico e o stoner rock, a banda lançou seu primeiro Ep (homônimo) em Abril de 2015 e seu primeiro disco, Cosmograma, em Maio de 2016. Tendo excursionado pelo Nordeste, Sudeste e Sul do país – em cidades como João Pessoa, Natal, Florianópolis, São Paulo e Rio de Janeiro -, a Cosmo grão, ao longo dos 5 anos de existência, passou por festivais e casas importantes para a cena independente: foi o caso do Rec Beat Apresenta 2015, O No Ar! Coquetel Molotov (2015), o Célula Show Case (SC), a Audio Rebel (RJ) e a Casa do Mancha (SP), para citar alguns.

BIOGRAFIA

A Cosmo grão é uma banda de noise-rock instrumental que se iniciou como um projeto de jam session no ano de 2008 em Recife (PE). No entanto, foi apenas no ano de 2012, após a ter feito diversas apresentações no meio universitário, que a banda passou a produzir seu próprio material autoral. Notadamente influenciada pelo acid rock, stoner rock, o punk rock e o noise, a Cosmo grão aos poucos foi se tornando parte da cena musical da cidade. Nessa nova fase, a banda o fez apresentações marcantes em festivais independentes como o Roots Festival – realizado na Paraíba em Outubro de 2012. Foi em dezembro desse ano que gravaram seu primeiro single “Agn” (Chorume), produzido de maneira independente no Estúdio Das Cavernas sob a supervisão do trabalho do técnico de som Diogo Guedes (A Banda de Joseph Tourton/ A Rua).

Em 2013, a banda mergulha num projeto audiovisual e passa a compor a trilha sonora para o média metragem “Catimbau”, dirigido por Lucas Caminha. O filme, que seria lançado em 2015, levou o prêmio de Melhor Trilha Sonora no já tradicional Festival de Triunfo (IX), e Melhor Som e Documentário no Festival Internacional de Cinema Universitário do Recife, III MOV.

Tendo acumulado composições ao longo dos dois anos de existência produtiva, a Cosmo grão é contemplada pelo edital criativo das Faculdades AESO – Barros Melo em 2014. Foi a partir dessa iniciativa que a banda pode gravar seu primeiro EP (homônimo), que conta com 5 músicas mais o single “Chroume”. Lançado em abril de 2015, o EP fez com que a Cosmo grão aportasse em festivais e espaços importantes para cena musical local e nacional: foi o caso do Rec Beat Apresenta e o No Ar! Coquetel Molotov, assim como a realização do “No Texas”, um das primeiras apresentações para público feitas no Edf. Texas, um dos principais pontos de cultura independente do Estado. Em turnê de divulgação do EP, a banda passou por Florianópolis (Centro Cultural Casa Vermelha, Taliesyn Rock Bar e Célula Show Case) e São Paulo (Puxadinho da Praça). A Cosmo grão também fez parte de diversas iniciativas e projetos na cidade do Recife, ao longo desse movimentado ano de 2015 – a exemplo do Câmbio Sonoro e do Sonido Projeto.

Em Setembro de 2015, a banda começou a se preparar pra gravar seu primeiro disco. “Cosmograma” foi financiado através de um projeto de crowdfundig na plataforma de financiamento coletivo Benfeitoria, e sua pré-produção foi realizada no estúdio Base. Gravado entre dezembro do mesmo ano e janeiro de 2016, no estúdio Casona, em Candeias (PE), o disco contou com duas sessões ao vivo e outras duas reservadas para overdubs. O material foi gravado por Arthur “Dossa” Soares (The Raulis/ Amp), que mixou, masterizou e também assina a co-produção do trabalho junto à banda. Lançado em parceria com o selo paulista Sinewave Label, “Cosmograma” conta com regravações de músicas do Ep e também de um single – lançado pelo estúdio Base em julho de 2015: “Alexandre Mapa” -, além de composições inéditas nunca apresentadas nos frequentes shows da banda. O álbum – que conta com Chico Rocha e Thiago Menezes nas guitarras, Rafael Gadelha no baixo e Cássio Sales na bateria -, surgiu da necessidade de resgistrar essa primeira leva criativa, afetada pela experiência de palco, e de uma certa urgência por captar a formação original da banda – após o lançamento do disco, a Cosmo grão se tornou, temporariamente, um trio. Após lançar “Cosmograma” em Recife, a banda chegou em João Pessoa (Porto Instrumental e Espaço Mundo), Natal (Under the Sun) e, em parceria com a Sinewave Label, chegou a São Paulo e Rio de Janeiro para divulgar o material.


Foto: Laís Domingues